PREVIDÊNCIA – LOAS

BENEFÍCIO CONTINUADO A PESSOA IDOSA OU COM DEFICIÊNCIA.

Em recurso especial onde se discutiu se o benefício previdenciário, recebido por idoso, no valor de um salário mínimo, deve compor a renda familiar para fins de concessão ou não do benefício de prestação mensal continuada a pessoa deficiente  define-se: Aplica-se o parágrafo único do artigo 34 do Estatuto do Idoso (Lei n. 10.741/03), por analogia, a pedido de benefício assistencial feito por pessoa com deficiência a fim de que benefício previdenciário recebido por idoso, no valor de um salário mínimo, não seja computado no cálculo da renda per capita prevista no artigo 20, § 3º, da Lei n. 8.742/93. ADVOGADO EM CARAGUATATUBA – MELO ADVOCACIA.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *